Caso não atendamos a sua chamada, contacte-nos por mensagem para o nosso whatsapp: 919130553

peixe decorativo ARTIGO ADICIONADO COM SUCESSO

unidade(s)
peixe decorativo

Góbio Amarelo dos corais

Produto OURO tenha até 20% de desconto!
Mostrar mais
Sem Stock
Alertar-me quando o artigo estiver disponível.
peixe decorativo Descrição

Espécie: Gobiodon okinawae

Tamanho disponível: 3.0cm 

Tamanho máximo: 3.5 - 4.0 cm

pH: 81 - 8.4

Temperatura: 23- 26ºC

Dureza: 142 - 214 ppm

Salinidade: 1020 - 1.025 ppm

Habitat: Recifes de coral, essencialmente de acroporas. Em aquário é frequente ser visto em cima da rocha viva ou de corais ou apenas pairando na coluna de água.

Nível de cuidado: Fácil

Comportamento: Pacífico. Raramente será agressivo com outros peixes, mas poderá entrar em conflito territorial dentro da mesma espécie, se colocado em aquários pequenos. Assim, sugere-se ser colocado apenas junto de outras espécies dóceis.

Pode ser mantido em pares ou pequenos grupos. No ambiente natural é comum avistar-se grupos de até 15 indivíduos na mesma acropora. Quanto mais esconderijos houver no aquário, mais confortável se vai sentir, logo vai-se mostrar mais.

Toxicidade: Este peixe secreta uma toxina da pele como uma arma anti-predador. A própria toxina parece ter um sabor amargo desagradável, além de ser hemolítica - capaz de destruir os glóbulos vermelhos - e ictiotóxica, ou seja, diretamente venenosa se consumida.

Por esta razão, a maioria das espécies não os incomoda, excepto algumas donzelas mais persistentes. Não misture esta espécie com peixes maiores e predadores, como peixes-leão, gatinhos, papagaios e enguias, cuja toxica não os afecta gravemente. Junte antes com peixes calmos e pequenos, como por exemplo mandarins ou blénios ou outros góbios.

Dieta: Carnívoro, pode beliscar pólipos pequenos de SPS (mas sem grande relevância). Em aquário aceita bem comida congelada como mysis ou artémia.

Reprodução: É comum desovar em um aquário. Se o aquário contiver Acropora sp. ou corais SPS semelhantes, deve-se ter atenção, pois a fêmea colocará os seus ovos na parte inferior do ramo do coral, o que causará recessão do tecido nessa área do coral. No entanto, em boas condições, o coral irá regenerar o tecido perdido. Alguns indivíduos nascem como fêmeas e tornam-se totalmente funcionais na maturidade sexual como fêmeas. Eles são chamados de hermafroditas protogínicos bidirecionais, o que significa que eles nascem fêmeas e amadurecem como tais, mas podem, se necessário, se transformar em machos reprodutores. Contudo, em casos extremos de necessidade, podem voltar a tornar-se fêmeas! 

Compatível com aquários de Recifes: Sim

Origem: Recifes de coral no Indo-pacífico

Tamanho mínimo de aquário: 38L

peixe decorativo Avaliações (0)

Saiba a opinião dos nossos clientes sobre este artigo e deixe-nos também a sua avaliação.